Marrakech

MARRAKECH (MARROCOS)




 

marrakech

Na estrada, a caminho das montanhas Atlas.

Cheguei à noite no aeroporto e fiquei muito tempo na imigração. Quando saí, o transfer estava me esperando com uma placa do meu Riad (Riads são antigas moradias marroquinas transformadas em pousadas). Recomendo muito ficar em um. O maluco me levou para o  Riad Sofia (dono muito gente boa, chama-se Omar, mas é conhecido como King of Marrakech), localizado dentro da Medina, a cidade antiga e fortificada, construída por volta de 1070, que foi um grande centro cultural, econômico e político por longos e longos períodos.



celular 1167

Local onde os tapetes são tingidos.

Ao chegar, assustei-me por que as ruas são muito sujas, com becos tipo favelas. Tudo é muito escuro e deserto, mas quando você entra no Riad é tudo completamente diferente – muito bonito, organizado e limpo. Quando você sai durante o dia, é completamente diferente, com um comércio enlouquecido, muita vida e turistas andando perdidos para todos os lados.
celular 1159

Dentro da Medina.

Os jovens marroquinos geralmente ficam conversando pelas ruas e logo que percebem que os turistas estão perdidos, oferecem-se para ajudar e nos levar até o ponto desejado. No final, eles te pedem um trocado. Uma forma de retribuir a ajuda deles.
Gostei muito da culinária. Tempero meio adocicado, mas leve. O cheiro é bem forte. O Tajine ou Tagine é o prato tradicional, sempre acompanhado pelo cous cous marroquino. Cordeiro é uma excelente pedida.
celular 1155

Restaurante Dar Moha – excelente ambiente, comida, atendimento e música ao vivo tradicional com direito a dança. Em torno de 120/150 euros para o casal.

Praça Jemma El-Fna – é o ponto turístico mais visitado. Durante o dia, fica cheio de encantadores de serpentes e macacos. Você pode tirar fotos com os animais ou sem, mas tem que dar alguma grana por isso. Não lembro de ter tomado suco de laranja, mas é muito famoso e recomendado por todos.
celular 1243

Praça Jemma El-Fina.

Tem alguns restaurantes que vale subir e ficar no terraço para ver o por do sol, o Café de France, por exemplo. É incrível porque vai chegando à noite e a praça ficando cada vez mais lotada !!!!
Souks fica em frente à praça Jemma El-Fna – defino como a Uruguaiana (ponto famoso de camelôs na cidade do Rio) gigante e lotada de tendas vendendo tudo que posso imaginar. Pelo que ouvir dizer, são mais de três mil ruelas, e facilmente você irá se perder. Eu, como não gosto de ter ninguém me perturbando, arrisquei-me sozinho e claro fiquei perdido. Mas foi muito divertido!!!
Parou para olhar algo que está à venda? É fato que os Marroquinos irão te perturbar para fazer com que você compre. Nada, nenhum produto tem preço. Você pergunta quanto custa, e pronto, tá aberto o leilão. Lá vem o vendedor com a máquina de calcular te mostrar quanto vale. Depois ele te passa a máquina para você dar o seu preço e assim por diante. Não se sinta intimidado. Jogue o preço lá embaixo, que ele vai abaixar. Caso ele não reduza, agradeça e vai embora da loja ou da tenda, te garanto que ele vai te buscar na rua e fechará por um preço bem próximo do que você apregoou.
celular 1215

Souk.

celular 1224

Por do sol na Praça Jemma El-Fina.

Museu de Marrakech e Herboriste du Paradis – Vale muito visitar esse museu que fica dentro de um Riad antigo. É impressionante arquitetura e a decoração. Em frente ao museu, fica a Farmácia Berbere – vende todo tipo de óleo, ervas e especiarias. Se você tiver paciência, pode ir e ficar horas, pois eles, para te vender os produtos, vão explicar tudo minuciosamente.
celular 1248

Tenda dentro da Medina.

Ben Youssef Madrasa – era uma escola de alunos que faziam especializações. Escola muito importante onde somente os melhores estudavam. Muito bonito o lugar.
Saadiam Tumbs – Local onde estão os túmulos da família Saadiam. Não achei nada demais, mas se está ali vale a pena conferir.
celular 1214

Local onde os tapetes são tingidos (mais de perto).

Jardim Majorelle – Fica localizado fora da Medina. Foi comprado e restaurado pelo Yves Saint Laurent. O antigo dono, Louis Majorelle, manteve uma coleção de árvores e plantas dos cinco continentes.
Mesquitas – Turistas são proibidos de entrar para assistir.
Essaouira – Vá a alguma agência de viagem (não é difícil de achar nas ruas) e agende um passeio para a cidade Essaouira no litoral. Passeio leva o dia inteiro. Bem legal a cidade, vale a pena!!!
celular 1272

Em Essaouria (cidade no litoral).

Andei tranquilamente e vi muitos turistas transitando de um lado para outro pela Medina durante o dia e à noite. Não vi uma confusão do tipo tentativa de assalto, reclamação de furtos…
Quando entrar na loja, os vendedores serão muito educados, farão questão de contar histórias, irão te tratar da melhor forma possível para tentar te vender algum produto. Se não for comprar, não perca o seu tempo nem o deles. Agradeça e vai embora, porque senão eles viram a chave e ficam muito enfurecidos.
Idioma: Marroquino e Francês. Poucos pessoas falam Inglês
Vai ouvir diversas vezes ao longo do dia e da noite o sinal avisando que está no horário para rezar.
Fora da Medina o trânsito é muito louco, ruas muito sujas e ar de pobreza muito grande.
Bairro de Guéliz  –  Determinada parte da cidade  que tem hotéis de cinco estrelas, grandes lojas e empreendimentos de alto padrão. Recomendo conhecer!
Fazendo passeios para o litoral ou para montanha, no meio do caminho encontrará cabras se alimentando em cima da árvore!!!! Demais!!!
celular 1255

Na estrada.

Observação importante: Não tirar fotos, nem filmar os militares, senão você poderá até ser preso.
E não tirar fotos das pessoas sem permissão.

Fotos e texto: Igor Pereira







Buscar hotel

Destino

Data de entrada

Data de saida


(Visitas 955 , 1 visitas hoje)

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.