Madri

MADRI




Palácio e Plaza Cibeles

Palácio e Plaza Cibeles

Turismo

Madrid encanta sem esforço: caminhando pela cidade nos deparamos com construções charmosas e imponentes. A Gran Vía é conhecida como a Broadway madrilenha, e é uma das principais ruas da cidade e um importante centro comercial.

Acho interessante pegar essa via desde a sua divisão com a Calle de Alcalá. É onde tem um prédio com um anjo, muito bonito. É um dos cartões-postais da cidade. É o Edifício Metropolis. Na Gran Vía você encontra muitos cinemas, teatros e lojas – as mais variadas e sempre com ótimos preços (a Zara, por exemplo, é espanhola. Lá, então, os preços são muito bons. Além dela há lojas como Top Shop, H&M e, claro, muitas lojinhas de souvenier, que eu adoro!).

Metrópolis

Metrópolis

Outro ponto obrigatório de visita é a Plaza Mayor, uma praça grande onde antigamente tinham touradas. Em volta dela toda tem vários restaurantes bons para uma cervejinha de fim de tarde. No fim do ano tem uma feira de Natal onde são vendidas árvores de Natal, presépios, enfeites…

Plaza Maior

Plaza Maior

Uma curiosidade é que na Espanha não há a tradição do Papai Noel nas lojas, nas casas e nas decorações. Eles lidam com o Natal de uma forma diferente: o Natal que eles comemoram não é só o da noite do dia 24 de dezembro (Nochebuena), mas, sim, todo o período que vai desse dia até 6 de janeiro (Dia de Reis).

Esse período é conhecido como “Las Navidades”. Na maior parte das casas, além da árvore de Natal, as famílias montam um presépio (em espanhol: el belén). Elas vão montando todo dia um pouquinho, até que, na noite de Natal, depois da Missa do Galo, é colocada a figura do Menino Jesus.

No Natal espanhol, é perto do presépio que são distribuídos os presentes, apenas depois do aparecimento do Menino Jesus. O presépio é desmontado no Dia de Reis.

Bom, voltando à cidade, você certamente irá até a Puerta del Sol, que fica perto da Plaza Mayor. A Puerta Del Sol é o centro da cidade: é onde está o Oso y Madroño (símbolo da cidade e km 0 zero de Madrid).

Ali perto também tem um Mercado, o Mercado de San Miguel. Nele você encontra muitas comidinhas do estilo tapas.

Parque del Retiro

Parque del Retiro

O Parque del Retiro, construído no século XVII, é considerado o “Pulmão da cidade”. Ele é lindíssimo e tem que ter um dia inteiramente dedicado a ele! Se não tiver tanto tempo, passe uma manhã ali, caminhando por toda sua extensão.

Tem muita coisa pra ver/fazer: Palácio de Cristal, fontes elaboradas, andar de barco no estanque, deitar em uma toalha para pegar um solzinho e ler um livro (no verão todos ficam ali durante o dia, só aproveitando o sol).

Parque del Retiro

Parque del Retiro

 

Puerta de Alcalá

Puerta de Alcalá

 

Sugiro que deixe o metrô um pouco de lado e percorra o máximo que puder a pé. Madrid não é uma cidade tão grande, especialmente na parte mais turística.

Saindo do parque próximo à Puerta de Alcalá é possível ir caminhando até o Sol em 15 minutos (e a cidade é tão bem equipada que nesse percurso tem 3 estações do metrô), passando pela Plaza de Cibeles (nessa praça o Real Madrid comemora suas vitórias), pelo Palácio (lindo, lindo, lindo) e pelo Edifício Metropolis (que citei um pouco acima). Esse passeio é obrigatório.

Puerta de Alcalá

Puerta de Alcalá

 

Palácio e Plaza Cibeles

Palácio e Plaza Cibeles

Perto do Museo Del Prado fica a Plaza Neptuno. É nessa praça que o Atlético de Madrid comemora quando ganha alguma coisa.

Aos domingos é possível ir à Feira do Rastro, uma das maiores feiras a céu aberto. Vende de tudo e, claro, a um preço muito convidativo!

Se você está indo com a família, pode ser uma boa ideia passar uma tarde no Parque de Atracciones. É possível chegar até lá por metrô. Embora não seja um parque tão grande como os de Orlando, é amplo e tem muitos brinquedos e coisas para diferentes idades.

Uma última dica é visitar o Templo de Debod. É um templo egípcio que foi dado de presente à Espanha pelo Egito.

Templo de Debod

Templo de Debod

 

Comida

A gastronomia é uma das principais atrações da Espanha. Um prato muito tradicional é a Paella (é bem verdade que ela é mais de Valencia, uma cidade praiana na região da Catalunia, no leste da Espanha, mas, ainda assim, é possível encontrar umas Paellas muito gostosas em Madrid).

Não se pode sair de Madri sem provar a Sangria, uma bebida suave com vinho e frutas, ideal para ser tomada a tarde ou nas noites mais quentes, por ser super refrescante.

Para os amantes de tapas, recomendo ir ao Lateral, restaurante que serve essas pequenas porções de comida, para petiscar e dividir, com um ambiente bem aconchegante e por um preço muito bom. Quando fui, com uns amigos, pedi algumas porções diferentes, para comermos juntos, bebida, e saiu algo como 12€ para cada. Esse restaurante fica em uma praça e você pode optar por comer também nas mesas que ficam na praça.

Outro lugar barato e sempre muito cheio é o Museo Del Jamón (em tradução livre: Museu do Presunto). O presunto, contudo, é cru, mas sem frescuras, gente! É uma delícia! Eles servem umas croquetas com jamón serrano que é incrível! Ah! Só pra deixar claro: lá não é um museu, mas um restaurante!

Museo del Jamón

Museo del Jamón

 

Museus

O museu mais importante da Espanha, e um dos mais famosos do mundo, é o Museo del Prado. Ali estão obras de Velásquez, Goya, Rembrandt, Caravaggio e muitos outros! A entrada do museu é 14€, mas algumas pessoas podem entrar gratuitamente, como os menores de 18 anos, os estudantes que tenham entre 18 e 25 anos e pessoas com deficiência.

Lá eles incentivam bastante o acesso à cultura, então muitos outros são beneficiados com a gratuidade, inclusive os desempregados. É gratuito também, para qualquer pessoa, o acesso que se dê de segunda a entre 18h às 20h e aos domingos de 17h às 19h. Maiores de 65 anos pagam meia entrada (7€).

Um Museu que eu AMEI é o Museu Sorolla. É de um artista espanhol que ganhou fama ainda em vida, então teve muito dinheiro e pôde viver bem. O museu é onde era a casa dele. Só tem quadros dele, um jardim super agradável e é pequeninho. Rapidinho você faz esse programa. Ele custa só 3€, mas para estudante é de graça. Ele retratava em muitos quadros os seus filhos e a mulher. Uma gracinha..

Cidade “vizinha”

Perto de Madrid está uma cidade muito interessante: Toledo. Para chegar até essa cidade é possível pegar um trem na estação de Atocha. Dura aproximadamente 30 minutos a viagem. Eles são bem pontuais, então não enrole!

Toledo

Toledo

A cidade de Toledo é anterior a Cristo, datada de 193 a.C. Ela era famosa por sua produção de aço, especialmente espadas, e, ainda hoje, é um centro de manufatura de facas e pequenas ferramentas de aço.

A cidade é cercada por muros que a protegia em épocas de guerras, o que dá ainda mais charme a ela.




Toledo

Toledo

Toledo era famosa por sua tolerância religiosa e possuía grandes comunidades de judeus e muçulmanos, até que foram expulsos da Espanha, no fim do século XV. É possível observar a influência desses diferentes povos e culturas em importantes monumentos religiosos da cidade, como a sinagoga de Santa Maria la Blanca, a sinagoga de El Tránsito, e a mesquita de Cristo de la Luz.

Cervantes descreveu a cidade em seu mais famoso romance: Dom Quixote de La Mancha.

Fotos e texto por Carolina Neiva.

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.